XÊNIA PORTELLA

Cirurgia Plástica

Sobre

Xênia Portella

CRM- MG 21682

about1

Curricullum Vitae

  • Nascida em Belo Horizonte em 16/03/1965
  • Graduada na Faculdade de Medicina da UFMG em 1988
  • Residência em Cirurgia Geral no Hospital Alberto Cavalcanti, INAMPS, em 1989-1990 (residência credenciada pelo MEC)
  • Residência de Cirurgia Plástica no Hospital Mater Dei entre 1991 e 1993 (residência credenciada pela SBCP)
  • Membro Especialista da SBCP desde 1993
  • Membro Titular da SBCP desde 1996
  • Estágio na Clínica do Prof. Ivo Pitanguy em 1995
  • Estágio na Clínica Planas (Barcelona-Espanha) em 1996
  • Participante ativa em Congressos, Jornadas e Cursos de atualização

Esclaresça algumas

Dúvidas

Quando procurar um cirurgião plástico?

Você pode achar que a consulta com um Cirurgião Plástico deve ser feita somente depois que outras alternativas não deram o resultado esperado. Pode sofrer durante longos períodos por problemas físicos de solução até simples, mas reluta ou demora a procurar ajuda, por medo ou inibição de se expor. Porém, um Cirurgião Plástico tem a formação médica e científica para, com critério e profissionalismo, dar sua visão sobre o melhor tratamento para seu problema.

Quais os riscos de uma cirurgia?

Toda cirurgia pode ter riscos, como em qualquer outra área médica. Porém, a Cirurgia Plástica Estética é uma especialidade cirúrgica considerada de baixo risco, por dois motivos básicos: é uma modalidade considerada eletiva, ou seja, sem urgência. Isto permite uma avaliação criteriosa e um preparo minucioso do paciente. Estamos lidando com um paciente saudável, sem risco aumentado por alguma doença prévia.

O que esperar em termos de resultado?

Nenhum médico tem o poder de prever resultados. A medicina não é uma ciência exata e está sujeita à diversos fatores aleatórios.
Um cirurgião plástico não pode garantir que a cicatriz será perfeita ou que a reação do seu organismo será a esperada.
Porém, é possível a um cirurgião bem formado, honesto, ético e experiente fornecer margens realistas do que é possível atingir como resultado em cada caso, ainda que fatores que fujam do controle do profissional possam influenciar positiva ou negativamente.
Leve sempre isto em consideração ao decidir-se por uma cirurgia, para que sua expectativa seja real, e não ilusória.
Desconfie, inclusive, de quaisquer promessas de resultados rápidos, perfeitos ou de quem promete resultados que apenas ele acha que pode oferecer. Na dúvida, ouça mais opiniões. Isto é a maior garantia de que você terá um resultado dentro do esperado.

Exames e avaliação pré-operatórios?

Na maioria dos casos, apenas os exames básicos, avaliação cardiológica e os dados relatados por você na consulta são suficientes para avaliar suas condições clínicas para a cirurgia. Mas, sempre que necessário, dependendo de cada cirurgia e de cada paciente, diferentes tipos de avaliação serão solicitadas.

  • Hemograma
  • PTT
  • Atividade de protrombina
  • Glicemia
  • Uréia
  • Creatinina
  • Urina rotina
  • Mamografia: no caso cirurgia na mama
  • Ultrassom abdominal e de parede abdominal: no caso em que o procedimento será realizado no abdome
  • ECG e avaliação cardiológica (risco cirúrgico)

Anestesia

Para cada cirurgia, várias opções de anestesia são possíveis. A anestesia poderá ser local, bloqueios, peridural, com ou sem sedação ou ainda anestesia geral.Isto dependerá da necessidade técnica e, sempre que possível, da sua escolha.
Antes de qualquer cirurgia poderá ser solicitado que você passe em uma consulta pré-anestésica, para sua maior segurança.
O anestesista tem sempre a liberdade para escolher o tipo de anestesia ou mesmo de suspender a cirurgia,. caso julgue que exista algum risco no momento.

Como é o período de recuperação?

A recuperação de uma cirurgia depende basicamente do tipo de operação e da reação do organismo.
Inchaço, dor, hematomas, aspecto visual inicial e cicatrizes variam dependendo do tipo de cirurgia e de cada pessoa.
Cada paciente tem necessidades e expectativas próprias neste sentido. Algumas pessoas, mesmo com hematomas, podem retornar ao trabalho. Outras, precisam estar com a aparência perfeita para poder aparecer em público.
Portanto, ao invés de uma “tabela geral”, a melhor forma de fazer seu planejamento é perguntar ao seu médico tudo aquilo que seja importante para você decidir qual a melhor época para sua cirurgia.

Quando chega o resultado definitivo?

Depois de uma cirurgia plástica, existe uma expectativa natural pelos resultados.
Você se olha no espelho sempre que pode, as pessoas próximas a você ficam te cobrando.
Mas a cirurgia plástica não é mágica! Portanto, existe sempre um período de recuperação, variável dependendo do tipo de cirurgia e da capacidade do seu organismo de se recuperar, que varia de semanas a meses.
Por isto, o resultado final não é instantâneo e este tempo necessário pode até ser longo, apesar da sua vontade natural de que tudo fique ótimo rapidamente. É muito importante que você esteja preparada para lidar com esta situação.

Cicatrizes

As cirurgias plásticas são feitas procurando deixar cicatrizes nos locais menos visíveis, com o menor tamanho possível e com técnicas que permitam serem o mais imperceptíveis.
Existem casos de alterações cicatriciais com formação de hipertrofia, quelóides, hiper e hipocromia. Seu médico deve acompanhá-lo e orientá-lo. Retoques podem ser necessários.
Siga as orientações. Evite sol no período de recuperação.

Blog

Notícias e Entrevistas